10 comidas de rua em Lima que você deve experimentar

As ruas de Lima oferecem uma combinação de aromas e cores. É que as comidas de rua estão na ordem do dia. Por um custo econômico, os caminhantes podem desfrutar das delícias culinárias da cidade como: picarones, tamales, rachi, butifarra, o famoso ceviche e muito mais. Estas iguarias podem ser degustadas em qualquer recanto da cidade, seja na zona turística, central ou periférica. Vamos comer!

Comida callejera en Lima
Comida de rua em Lima


Picarones

Picarones
Picarones

Picarones são uma das sobremesas favoritas em Lima e no Peru. Eles são feitos de farinha, batata doce, abóbora, amido de milho e açúcar. Possui formato de donuts e textura macia e crocante. O ingrediente secreto é um creme de mel feito com casca de laranja e chancaca.

A história dos Picarones remonta aos tempos pré-incas. Com a chegada dos espanhóis, ingredientes foram adicionados para culminar com sua receita atual. O povo de Lima costuma consumi-lo à tarde e à noite. Eles podem ser encontrados em qualquer mercado da cidade. Os preços variam dependendo do mercado ou cafeteria.


Tamales

Tamales
Tamales

O tamal peruano é feito de milho. Em Lima e no litoral do país, é preparado com amendoim torrado, manteiga e pimenta malagueta. Além disso, são adicionados ovos cozidos, azeitonas e pedaços de frango (ou porco). Ao contrário do tamal andino, chamado de humita, seu sabor é mais picante.

O tamal pode ser encontrado em qualquer mercado de Lima. Os limenhos costumam consumi-lo no café da manhã, acompanhado de pão e café quente. Ao sul e ao norte da cidade (em Mala, Cañete, Huacho e Huaral) costumam ser preparados maiores e com melhores porções de carne.


Rachi

Rachi
Rachi

O rachi ‘picante’ é um dos pratos mais famosos dos restaurantes e mercados turísticos de Lima. Este prato popular é feito com pequenas porções de barriga de boi e tripa. No churrasco ou grelhador é frito e servido com batata e milho. Também é conhecido como ‘choncholí’.

No Peru, o rachi é normalmente servido como aperitivo. Pode ser consumido em todos os mercados de Lima e também em restaurantes para turistas. Sua história remonta à época colonial. As vísceras do gado eram usadas pelos afro-peruanos para consumo imediato.


Butifarra

Butifarra
Butifarra

A butifarra é um dos sanduíches mais festejados pelos Limas. É consumido principalmente em feiras gastronômicas, em áreas turísticas e no centro da cidade. É feito de linguiça de porco. Os limões costumam acompanhá-lo com pão francês (ou ciabatta), cebola, alface e cremes.

A butifarra não costuma ser consumido nos mercados populares da cidade. O motivo é a dificuldade de seu preparo. O chamado ‘presunto do país’ pode ser encontrado em lojas especializadas. Devido ao seu alto custo, nos setores populares da cidade usam-se cachorro-quente ou chouriço no lugar da linguiça.


Mazamorra morada

Mazamorra morada
Mazamorra morada

A mazamorra morada é uma das sobremesas clássicas da culinária peruana. Seu ingrediente secreto é o milho roxo da Cordilheira dos Andes. Também inclui farinha de canela, casca de abacaxi, marmelo, maçã e batata doce. Seu consumo se espalhou não apenas em Lima, mas por todo o Peru.

Em Lima, a mazamorra pode ser encontrado em qualquer mercado da cidade. Os limenhos costumam consumi-lo acompanhado de pudim de arroz (outra sobremesa muito famosa) e também de canela em pó. Pode ser consumido quente ou frio. A famosa bebida peruana chamada chicha morada também é preparada com milho roxo.


Suspiro a la limeña

Suspiro a la limeña
Suspiro a la limeña

Esta sobremesa era doce e suave e foi baptizada como ‘suspiro de limeña’ pelo poeta José Gálvez no início do século XX. O ‘suspiro’ tem características da delicadeza do branco. É feito de leite condensado, leite, ovo, açúcar, vinho do Porto e essência de baunilha.

Esta sobremesa não é consumida de forma popular. Pode ser encontrado em cafés especializados no centro da cidade ou áreas turísticas. Geralmente é servido em pequenos copos. O resultado é um sabor doce agradável que o convida a experimentar cada vez mais.


Turrones

Turrones doña Pepa
Turrones doña Pepa

O turron, também chamado de turron de Doña Pepa, é uma sobremesa 100% Lima que ganhou fama em todo o Peru. Possui uma doçura colorida que inclui ingredientes como: farinha, manteiga, ovo e açúcar. Seu ingrediente secreto é o mel, feito de chancaca, suco de laranja, maçã, abacaxi, marmelo, banana, limão e açúcar.

O turron pode ser consumido durante todo o ano. Porém, é em outubro que há diversas ofertas em toda a cidade. Nesse mês são celebradas as procissões do Señor de los Milagros, tradição muito antiga de Lima. Os nogados são 100% Lima. Em várias partes do Peru não é consumido da mesma forma que em Lima.


Arroz zambito

Arroz zambito
Arroz Zambito e mazamorra morada

O arroz Zambito é uma sobremesa de Lima que foi adaptada ao famoso arroz doce trazido pelos espanhóis na época colonial. Como o próprio nome indica, é feito de arroz com um toque escuro. O ingrediente que lhe dá essa cor é o chancaca. Ele também usa canela, leite, cravo e passas.

O arroz Zambito pode ser consumido nos mercados da cidade nas bancas das ‘mazamorras’. Os limões preferem quente servido com canela em pó. Geralmente também é acompanhado pelo famoso mingau roxo.


Anticuchos

Anticuchos
Anticuchos

Os anticuchos são populares em países andinos como Argentina, Bolívia, Chile e Peru. Em Lima, são considerados ‘pratos emblemáticos’. Eles são consumidos em todos os setores sociais. É feito com coração de boi frito e temperado com orégano, pimenta, cominho, alho amassado, vinagre, ají panca e sal. É servido cruzado com pau de cana e acompanhado de batata e milho parboilizado.

Os anticuchos têm uma origem que remonta aos tempos pré-incas. Algumas pesquisas sugerem que os Incas consumiam coração de lhama. Na época colonial, com a chegada de várias especiarias, seu consumo se popularizou. Os limenhos anseiam por este prato principalmente em outubro, quando acontecem as procissões do Señor de los Milagros.


Ceviche

Ceviche
Ceviche

Ceviche é o prato mais famoso do Peru. Em Lima e outras cidades do Peru pode ser consumido em qualquer feira livre, a preços muito baratos. É que seu preparo é simples: são pedaços de peixe marinados em suco de limão peruano. Geralmente é acompanhado de batata-doce, alface, milho e tudo o que a imaginação puder acrescentar.

O Ceviche pode ser consumido nos restaurantes mais exclusivos da cidade. Também nos mercados mais populares. Lá geralmente é acompanhado por outros ensopados. Os preços são muito baratos. O mesmo acontece nos mercados de todas as cidades do Peru. É servido frio e é preferível ao almoço acompanhado de chicha morada ou de uma cerveja bem gelada.

 

Por Machupicchu Terra – Ultima atualização, dezembro 17, 2021


Mais guias que podem te ajudar

Como ir do aeroporto de Lima até Miraflores?

O Aeroporto Internacional Jorge Chávez é o principal ponto de entrada para turistas estrangeiros no Peru. O aeroporto está localizado a cerca de 16 quilômetros de Miraflores. Este distrito oferece a maior oferta de hotéis turísticos, e é por isso que a maioria dos visitantes opta por ficar lá. Descubra como chegar lá, quanto custa e como chegar a outras partes da cidade de Lima.

Como ir do aeroporto de Lima até Miraflores?

Top 10 melhores praias de Lima

Lima tem uma ampla faixa costeira cheia de belas praias que brilham no verão. No inverno, muitas praias também são ideais para o surf e outros esportes sob as ondas. Além das paisagens incríveis, nessas praias é possível encontrar avenidas e locais para acampar. Conheça as 10 melhores praias de Lima, norte, sul ou na mesma cidade.

Top 10 melhores praias de Lima