A Huaca Pucllana

Huaca Pucllana é uma das atrações turísticas mais visitadas de Lima. Ele está localizado no distrito turístico de Miraflores. Foi um centro urbano da cultura de Lima, que ocupou o lugar entre 200 DC e 700 DC. Também foi ocupado por outras culturas contemporâneas como os 'Huari' e 'Ychma'. Além do sítio arqueológico, oferece um sítio museu com as descobertas encontradas no local. Eles também oferecem passeios noturnos que são apreciados pelo público nacional e estrangeiro.



O que é?

Huaca Pucllana é um sítio arqueológico da cultura de Lima, os primeiros habitantes da cidade cuja ocupação data de 200 DC a 700 DC

Tratava-se de um centro urbano e, sobretudo, cerimonial com praças, pátios, escadas e plataformas construídas principalmente em adobe. É o sítio arqueológico mais pesquisado da cidade. Está a cargo do Ministério da Cultura do Peru e da Prefeitura de Miraflores.

Destaca-se pela pirâmide principal alta (25 metros) e bem preservada onde aconteciam as cerimônias religiosas. Esta pirâmide pertence ao apogeu da cultura de Lima. Alguns séculos depois, entre 800 e 900 DC, o local foi usado como cemitério pela cultura Wari.

Finalmente, o local foi ocupado pela cultura Ychma que usava a huaca Pucllana como aldeia. Seu nome foi retirado de documentos históricos que mencionam que o curaca Pedro Chumbi Charna era o dono das ditas terras denominadas 'Pullana ou Puliana'.

Huaca Pucllana cobre uma área de aproximadamente 5 hectares. Anteriormente, ocupava um espaço maior, no entanto, o crescimento da cidade fez com que alguns edifícios modernos fossem construídos nesses espaços.

Devido ao seu valor e museu e instalações modernas, Huaca Pucllana tornou-se um dos melhores sítios arqueológicos da cidade de Lima. Recebe milhares de turistas todos os anos. Existem diversos serviços, incluindo guias turísticos em inglês, francês, japonês e espanhol.

Onde está?

Huaca Pucllana está localizada no coração de Miraflores, o espaço mais turístico da cidade de Lima.

Seu endereço exato é Calle General Borgoño, mesa 8, Miraflores - Lima.

Como chegar saindo de Miraflores?

Do parque central de Miraflores (Kennedy Park) você pode chegar a Huaca Pucllana a pé ou de táxi (custo de 3 dólares aproximadamente).

Do centro de Lima chega-se ao distrito de Miraflores de táxi ou de transporte público (o famoso corredor azul) pelo preço de 1 sol 50 centavos. Isso é menos de $ 1.

Mapa do site

História da Huaca Pucllana

Os principais templos e praças da Huaca Pucllana foram construídos pela cultura Lima que habitou os vales Lurín e Chancay entre 200 DC e 700 DC. As construções das estruturas principais datam do apogeu de esta cultura, aproximadamente entre 500 DC e 700 DC As construções das principais estruturas datam do apogeu desta cultura, aproximadamente entre 500 DC. e 700 A.D.

Posteriormente, a huaca Pucllana foi ocupada pela civilização Huari, que ocupou o vale do Rímac entre 800 DC e 1.000 DC. Este império abrangia grande parte da costa peruana e as terras altas do sul. Chegou até a regiões da selva. Sua capital ficava em Ayacucho.

Huaca Pucllana foi abandonada e posteriormente sitiada pelos Huari que ali construíram cemitérios para a elite. Essas tumbas eram individuais ou coletivas. Eles foram acompanhados por ofertas de cerâmica, tecidos e muito mais. Há até evidências de ofertas humanas para os túmulos da aristocracia Huari.

Após a misteriosa queda do império Wari, Huaca Pucllana foi habitada por pescadores e fazendeiros pertencentes à cultura Ychma (1000 DC - 1400 DC) que tinham o santuário de Pachacamac como seu principal centro cerimonial. A Ychma tentou recuperar parte das antigas estruturas do local. No entanto, seus edifícios eram precários. Navios e até um cemitério foram encontrados neste período.

Os trabalhos de pesquisa na Huaca Pucllana foram realizados principalmente a partir da segunda metade do século XX. Em 1981, um ambicioso projeto de pesquisa, conservação e melhoramento começou, liderado pela Dra. Isabel Flores. O museu local da huaca Pucllana foi fundado em 1984. Em 1987, a huaca foi declarada uma 'zona arqueológica intangível'.

Em 2017, Huaca Pucllana foi declarada Patrimônio Cultural Nacional. Atualmente o local é um moderno espaço cultural que conta com todos os serviços necessários para uma visita educativa e divertida. É um dos melhores pontos turísticos da cidade de Lima.

A grande pirâmide de Huaca Pucllana

O percurso pela Huaca Pucllana segue um conjunto de praças, paredes e corredores em cujo centro se destaca a grande pirâmide. Este edifício, sem dúvida o mais importante do sítio arqueológico, é constituído por sete níveis de adobe e pedra.

O primeiro nível mostra uma grande praça. A segunda mostra um pátio com calçadas, altares e um conjunto de buracos onde eram depositadas as oferendas. O terceiro nível mostra uma plataforma com um sistema de rampa. O quarto nível também mostra um pátio com calçadas e um conjunto de escadas amarelas que levam ao quinto nível. Este também possui um logradouro com passeios separados por um muro. Os seguintes níveis foram parcialmente escavados, pois estão em más condições como resultado da passagem da cultura Wari.

O museu do site

Huaca Pucllana tem um museu moderno e bem condicionado no local. Mostra uma coleção de 76 objetos arqueológicos encontrados durante as investigações no local. Eles são distribuídos cronologicamente para explicar didaticamente a evolução dos habitantes de Lima e, em particular, da Huaca Pucllana.

Da mesma forma, o museu possui material didático (painéis, mapas, fotografias) que dão conta das atividades das culturas Lima, Wari e Ychma que habitaram o local.

A visita ao museu antecede o circuito pelo sítio arqueológico. Huaca Pucllana também possui maquetes que explicam graficamente as dimensões do lugar durante a ocupação da cultura Lima.

Serviços e outras atividades

O parque de flora e fauna nativa - Esta área mostra como os produtos que foram cultivados e trabalhados durante a cultura de Lima continuam a ser usados ​​pelo povo de Lima hoje. Isso inclui uma amostra da flora e da fauna como: a figo da Índia, o milho, a paca, a lhama, a vicunha, a cobaia e até o cachorro peruano.

Loja de artesanato - O local inclui uma loja de artesanato onde se vendem cerâmicas, tecidos e até objetos metalúrgicos com detalhes semelhantes aos encontrados na Huaca Pucllana.

Restaurante Huaca Pucllana - O restaurante do local oferece um ambiente aconchegante que se harmoniza com o sítio arqueológico. Os pratos são preparados por chefs profissionais e incluem o melhor da culinária peruana, uma das melhores do planeta.

Quanto custa para ir?

Estes são os preços de entrada para Huaca Pucllana:

Horário de visitas

O horário de funcionamento é às segundas, quartas, quintas, sextas e sábados, das 9h00 às 15h30.

Galeria de fotos

Huaca Pucllana
Miraflores - Lima
Huaca Pucllana
Veja mais fotos de viajantes

Mais informação

À entrada do museu encontram-se guias turísticos que prestam os seus serviços por um custo adicional. Existem até serviços de guia em diferentes idiomas, como: inglês, francês, japonês e muito mais. Da mesma forma, todos os visitantes devem esperar algum tempo na porta, pois a cada 30 minutos o percurso obrigatório começa com um guia.

Huaca Pucllana era um dos locais religiosos mais importantes de Lima, no antigo Peru. O templo mais importante, sem dúvida, era o santuário religioso de Pachacamac, localizado no vale Lurín.

A maioria dos serviços do 'City Tour Lima' inclui uma visita à Huaca Pucllana. Também incluem uma visita aos principais atrativos históricos da cidade como: a Catedral, a Praça principal de Lima e muito mais.

Desde 2016 Huaca Pucllana recebe visitas noturnas especiais. Esses circuitos especiais são feitos graças a um importante conjunto de luzes que enchem o lugar de beleza.

As autoridades da Huaca também implementaram oficinas para os mais pequenos, tais como: a oficina de 'pequenos arqueólogos', a oficina de 'contador de histórias', a oficina de 'adobitos' e muito mais.

Atracções turísticas perto de A Huaca Pucllana

O Santuário Pachacamac em Lima

Pachacamac foi um oráculo e santuário religioso muito importante para várias culturas do antigo Peru. Hoje é um dos melhores sítios arqueológicos de Lima.

O Santuário Pachacamac em Lima