Sítio arqueológico de Ollantaytambo

O sítio arqueológico de Ollantaytambo foi uma das mais importantes cidadelas e centros religiosos do Vale Sagrado dos Incas. Possui templos, recintos, santuários, plataformas, canais de água e coberturas feitas com blocos de pedra de centenas de toneladas. No século 16, a guerra entre incas e espanhóis causou danos a este local que serviu de fortaleza inca. No entanto, hoje a maioria de suas estruturas ainda podem ser apreciadas.



O que é?

O sítio arqueológico de Ollantaytambo é uma cidadela, templo e fortaleza inca construída em meados do século 15 por ordem do imperador Pachacutec (1418 - 1471). Sua impressionante arquitetura se assemelha a Machu Picchu, pois possui belas estruturas de pedra esculpida de grandes dimensões. Destacam-se seus terraços, conjuntos habitacionais e templos (Templo do Sol). Atualmente é um dos pontos turísticos mais visitados do Vale Sagrado dos Incas.

Onde está localizada?

Este sítio arqueológico está localizado na cidade de Ollantaytambo, província de Urubamba, no Vale Sagrado dos Incas (Cusco - Peru).

Como chegar?

Para chegar ao sítio arqueológico de Ollantaytambo, você deve fazer uma viagem rodoviária de 61 quilômetros da cidade de Cusco. Esta viagem pode ser feita com transporte turístico. Uma boa opção é pegar uma das minivans do transporte público que saem da rua 'Pavitos', no Centro Histórico da cidade. O custo da viagem é de 10 soles peruanos (3 dólares americanos, aproximadamente).

Mapa para chegar a Ollantaytambo

O sítio arqueológico

O sítio arqueológico de Ollantaytambo está dividido em dois setores: o Qosqo Ayllu e o Araccama Ayllu. O primeiro é formado pela cidade com suas ruas, terraços, praças e outros. O Araccama Ayllu é caracterizado pela presença de paredes, praças, caminhos e, sobretudo, plataformas.

Os monumentos incas mais famosos de Ollantaytambo são os seguintes:

O Templo do Sol – Imponente monumento que fazia parte de uma estrutura maior que era dedicada ao culto do sol. Atualmente é composta por seis peças ou monólitos que juntos formam um único edifício surpreendente, montado e polido com grande qualidade. Essa construção é feita com blocos de pedra de até 40 toneladas. É uma das estruturas mais famosas de Ollantaytambo.

O banho ñusta – Conjunto de aquedutos e canais que terminam numa estrutura em forma de fonte que teria servido de banhos para o Inca ou a família real do imperador. Tem três saídas que despejam a mesma quantidade de água há centenas de anos. É conhecido como 'Banho da ñusta' porque seria o banho pessoal da filha do Inca, a 'ñusta'.

La real casa del sol – Conjunto de paredes e fachadas que recebem os visitantes de Ollantaytambo no setor religioso e urbano. É composta por até dezassete estruturas em pedra polida de grande dimensão e qualidade. É um dos edifícios mais fotografados de Ollantaytambo. De lá você tem uma vista privilegiada da cidade e do Vale Sagrado dos Incas.

O portal monumentalo recinto dos 10 nichos – Esta estrutura constituída por paredes de grande qualidade e um conjunto de dez nichos é a porta de acesso ao conjunto dos recintos do sítio arqueológico. Na época dos incas, teria sido decorado com peças de ouro e prata nas janelas. Hoje, ele está danificado em um de seus cantos. É uma das estruturas mais famosas do local.

Los Fuerte Choqana – Conjunto de paredes e janelas localizadas fora do sítio arqueológico de Ollantaytambo, a 2 quilômetros da cidade de Cusco. Durante a época dos incas, serviu de mirante e posto de controle. Tinha armazéns 'colcas', tanques de água, miradouros e estruturas de vigilância.

Praça Mañayraqay (K'uychipunku) – Praça de formato retangular que serviu como principal centro cerimonial e administrativo de Ollantaytambo. Suas paredes possuem nichos e portas, onde foram colocados ornamentos de ouro e prata. Sua principal função era religiosa. Seu nome é uma palavra quíchua (língua dos incas) que significa 'Praça dos pedidos'.

A cidade inca de Ollantaytambo

A atual cidade de Ollantaytambo foi construída nas paredes e nas ruas da antiga cidade inca. Seu desenho urbano de ruas estreitas e de paralelepípedos mantém sua estrutura inca. Destacam-se suas paredes incas, cujas bases de pedra resistem agora às modernas paredes de tijolo ou adobe. É a única cidade do Peru que mantém seu desenho urbano inca original.

Quanto custa?

A visita ao sítio arqueológico de Ollantaytambo é feita com o 'Bilhete Turístico Parcial Cusco 3', que também permite o acesso aos sítios arqueológicos de Pisac, Chinchero e Moray. O custo desta passagem é de 70 soles peruanos (US $ 22, aproximadamente).

Horário de atenção

O sítio arqueológico de Ollantaytambo permanece aberto à visitação todos os dias do ano, das 7 da manhã às 6 da tarde.

Imagens do sítio arqueológico de Ollantaytambo

Ollantaytambo 1
Ollantaytambo 2
Ollantaytambo 3
Veja mais fotos de viajantes

Mais informação

A história conta que o General Ollantay queria tomar a filha do Imperador Pachacutec como esposa. No entanto, devido à sua origem plebéia, o Inca recusou e fez com que sua filha Cusi Coyllur fosse presa. O General Ollantay se rebela contra o Inca e faz sua defesa na fortaleza. Finalmente, depois de muitos anos de luta, Pachacutec e seu filho, o Inca e o novo imperador Túpac Yupanqui, decidem perdoar Ollantay e sua irmã, que terminam juntos. Este drama denominado 'Ollantay' é o primeiro escrito na língua quíchua, cuja origem remonta aos tempos incas.

Ollantaytambo também é famoso por outras atrações turísticas, como a igreja de Santiago Apóstol, o sítio arqueológico Pinkuylluna, o museu Catcco, bem como seus muitos bares, cafés e restaurantes.

Dicas para sua visita

Ollantaytambo está localizado a 2.792 metros acima do nível do mar (9.160 pés). A esta altitude é comum sentir alguns dos males da chamada 'doença da montanha' cujos principais sintomas são: náuseas, fadiga e cansaço. Para reduzir esses sintomas, é ideal beber bastante água e evitar alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas.

Durante a sua visita ao sítio arqueológico de Ollantaytambo, não se esqueça de trazer com você: chapéu (ou chapéu), protetor solar, capa de chuva, roupas confortáveis ​​(preferencialmente esportivas), água, lanche, dinheiro e seus documentos de identidade.