O Salkantay

Salkantay é o segundo pico mais alto de Cusco, depois de Ausangate. Pertence à cadeia de montanhas conhecida como Cordilheira de Vilcabamba, no sul do Peru. Desde os tempos dos Incas, ele é um dos deuses mais venerados desta parte dos Andes. Hoje, faz parte da rota turística de 5 dias e 4 noites que conecta a cidade de Cuzco com a cidade inca de Machu Picchu. Porque esta rota atravessa esta montanha, foi chamado de 'Salkantay Trek'.



O que é Salkantay?

O Salkantay é uma montanha nevada de Cusco, que era venerada pelos Incas, ao ponto que em seus arredores, estes construíram templos importantes como Choquequirao e Machu Picchu. Pertence à chamada 'Cordillera de Vilcabamba'. Hoje, esta montanha nevada ainda é venerada pelos colonos andinos que ainda mantêm muitas das crenças de seus ancestrais incas. Há uma rota de caminhada de 5 dias e 4 noites que leva a Machu Picchu, conhecida como 'O Salkantay trek', já que parte do caminho atravessa a montanha.

Onde está?

O Nevado Salkantay pertence à cordilheira de Vilcabamba, no departamento de Cusco, no sul do Peru. Pertence à província de La Convencion, distrito de Santa Teresa.

Quão alto é?

O topo de Salkantay está localizado a 6.264 metros acima do nível do mar (20.551 pés). O Abra, o ponto mais alto onde os turistas caminham em direção a Machu Picchu; está localizado a 4.600 metros acima do nível do mar (15.091 pés).

História

Por muito tempo antes dos Incas, o nevado Salkantay era adorado pelos povos e grupos étnicos que habitavam seus arredores. Segundo algumas crônicas, os territórios mais próximos da montanha eram habitados pelos chamados 'Rimactampus', posteriormente conquistados pelo primeiro Inca Manco Cápac, no século XIII. Os incas continuaram a adorar esta imponente montanha coberta de neve que eles chamaram de 'Apu', ou 'grande senhor'. Os rituais mais comuns eram os chamados 'pagamentos à terra', que consistiam em oferecer milho, folhas de coca e sangue de auquénidos.

Durante a época colonial, tentaram proibir o culto às montanhas, que aos olhos dos espanhóis era considerado 'idolatria'. No entanto, o culto às montanhas estava tão arraigado que hoje o povo quíchua continua a adorar as montanhas. O Salkantay, por exemplo, continua a ser venerado pelos povos de Cusco, que o consideram um dos deuses mais poderosos. Dos pontos mais altos de Machu Picchu, Choquequirao e outras cidadelas incas, você pode ver o Salkantay e suas imensas neves.

Atualmente, a montanha Salkantay faz parte de uma rota de caminhada de 5 dias e 4 noites que termina em Machu Picchu. Este percurso atravessa a chamada 'Abra Salcantay'. Os turistas, assim como os colonos andinos, deixam as chamadas 'apachetas' ou oferendas de pedra no topo da montanha. Esta rota é uma das mais difíceis das rotas turísticas que levam a Machu Picchu. O frio nas noites de neve próximas é extremo. Mesmo assim, são muitos os visitantes que o fazem.

A caminhada para Salkantay

A rota chamada 'Salkantay Trek' cobre aproximadamente 70 quilômetros em 5 dias e 4 noites. Atravessa paisagens altas rodeadas por montanhas com picos nevados, como o desfiladeiro Nevado Salkantay (a 4.600 metros de altitude). Também percorre paisagens típicas da alta selva de Cusco, como a cidade de Santa Teresa (a 1.550 metros de altitude). O último dia termina na cidade inca de Machu Picchu, que se chega através da cidade de Aguas Calientes. A caminhada é de dificuldade média - desafiadora. É um pouco mais árduo do que a famosa 'Trilha Inca'.

Mapa da rota

O que você vai ver?

Esta é a rota

Como é o clima?

O nevado Salkantay tem um clima muito frio. A temperatura durante o dia pode chegar a 8ºC. (46,4ºF) enquanto à noite o frio pode cair para -10ºC. (14ºF). Os meses de novembro a abril são os mais chuvosos. De maio a outubro, são dias menos chuvosos, mas mais frios.

A rota da 'Salkantay trek' tem um clima variado, dependendo do dia da caminhada. Os dois primeiros dias são os mais frios (principalmente à noite) porque se atravessa as paisagens mais altas, perto da neve. Os últimos três dias, por outro lado, são mais quentes, devido à descida pelas altas paisagens de selva de Cusco. A temperatura nesses dias pode variar de 8ºC. (46,4 ° F). até 24ºC (75,2ºF).

Como fazer essa rota?

A Salkantay trek pode ser feita de duas maneiras: com um passeio com tudo incluído ou por conta própria. A primeira opção é a mais recomendada por ser a mais segura. Você só precisa contratar um tour em uma agência de turismo, seja online ou diretamente na cidade de Cusco. Este percurso não tem disponibilidade limitada, como é o caso da Trilha Inca. Pode ser reservado com algumas semanas ou mesmo dias restantes.

Quanto custa?

A excursão Salkantay Trek tem um custo aproximado entre 300 e 400 dólares americanos por pessoa. O preço varia de acordo com a agência de turismo e a qualidade do seu serviço.

O que inclui um tour?

Todos los tours ofrecen:

Salkantay em fotos

Tour Salkantay
Tour Salkantay
Tour Salkantay
Veja mais fotos de viajantes

Informação adicional

A Salkantay Trek é considerada a segunda caminhada mais incrível para Machu Picchu, depois da famosa Trilha Inca. A grande diferença é que a Trilha Inca é o único caminho que chega a Machu Picchu pela parte alta da montanha, ou seja, pela velha porta que os Incas usavam, o 'Intipunku'. Todas as outras caminhadas, incluindo o 'Salkantay', chegam à cidade Inca através da cidade de Aguas Calientes.

Outra diferença entre a 'Salkantay trek' e a Trilha Inca é que a última não pode ser feita por conta própria, enquanto a rota 'Salkantay'; sim. Embora não seja recomendado, existem alguns turistas que fazem este percurso sozinhos, levando as mochilas com o que precisam.

A rota clássica da 'Salkantay trek' para Machu Picchu dura 5 dias e 4 noites. No entanto, existem algumas versões mais curtas (e um pouco menos exigentes) que duram 4 dias e 3 noites. Essas rotas são muito semelhantes à rota clássica, só que utiliza um transporte para chegar mais cedo à Hidrelétrica e, por fim, ao município de Aguas Calientes. Ótima opção se você não dispõe de 5 dias para caminhada.

Alguns conselhos

A 'Salkantay trek' pode ser realizada todos os dias do ano. Porém, de acordo com quem já fez esse roteiro, os meses de estiagem (de abril a outubro) são os mais recomendados. Lembre-se de que janeiro, fevereiro e março são os meses mais chuvosos e, portanto, os mais difíceis de caminhar.

É normal que o turista sinta náuseas, dores de cabeça, respiração ofegante e outros sintomas, ao cruzar as regiões de grande altitude durante a caminhada. Esses são os sintomas do mal da altitude, também chamado de soroche ou mal da montanha. Esses sintomas desaparecerão lentamente à medida que seu corpo se aclimatar às grandes altitudes. Uma boa ideia é beber muita água.

Antes de iniciar a caminhada, não esqueça de levar mochila com os itens necessários: saco de dormir, jaquetas impermeáveis, protetor solar, água reidratante, capa de chuva, lanches, artigos de higiene pessoal e o que achar necessário. Você também deve usar sapatos de caminhada com sola dura. Todo o resto está incluído no passeio.

Atracções turísticas perto de O Salkantay

Montanha das 7 cores

A Montanha das 7 cores foi descoberta em 2015. Fica a mais de 100 quilômetros de Cusco, no Peru. Seu solo mineral tem cores semelhantes às do arco-íris.

Montanha das 7 cores

O Mirante de Paucartambo em Cusco

Tres cruces de oro é um mirante localizado em Paucartambo, Cusco. É conhecido como o nascer do sol mais bonito do mundo. Está no Parque Nacional de Manu.

O Mirante de Paucartambo em Cusco

O vale vermelho de Pitumarca

O vale vermelho de Pitumarca é uma nova atração turística em Cusco. Tem 5.000 metros de altura. É famosa por suas montanhas vermelhas de fonte mineral.

O vale vermelho de Pitumarca