Tipón

Tipón é um dos principais destinos turísticos do Vale do Sul de Cusco. Este sítio arqueológico inca oferece paredes, terraços, recintos e muitas outras estruturas em bom estado. No entanto, o que mais se destaca neste local são os seus aquedutos e canais de água construídos com grande perfeição. É a obra hidráulica mais destacada dos Incas. A maioria dos turistas chega lá através do famoso 'South Valley Tour' de meio dia, o mesmo que também inclui Piquillacta e Andahuaylillas.



O que é Tipón?

Tipón é um sítio arqueológico localizado ao sul da cidade de Cusco. O site Inca tem terraços, recintos, plataformas, paredes, mirantes, aquedutos, canais e muito mais. No tempo dos Incas serviu de centro agrícola onde, devido aos seus diversos microclimas, eram cultivados vários produtos. O que mais chama a atenção deste local são os seus canais de água finamente trabalhados, que parecem em perfeitas condições. O engenheiro americano Kenneth Wright, após investigar o complexo arqueológico, disse que se trata de uma 'maravilha da engenharia civil'.

Onde está?

Tipón fica a 23 quilômetros a sudeste da cidade de Cusco. Pertence à comunidade Choquepata, distrito de Oropesa, província de Quispicanchis. É o primeiro destino turístico do South Valley. Ele está situado a 3.560 metros acima do nível do mar (11.670 pés de altitude).

Como ir ai

A forma como mais turistas visitam Tipón é através do 'Tour Vale Sul Cusco' de meio dia. Este serviço inclui transporte para todos os destinos, que são: Tipón, Piquillacta e Andahuaylillas. O passeio também oferece entrada para todos os locais e serviço de guia turístico.

Se você quiser viajar por conta própria, a melhor forma de viajar é pegar um ônibus que faz a rota Cusco - Oropesa. O custo da viagem é de aproximadamente 2 soles peruanos (0,6 dólares americanos) e o tempo de viagem é de 40 minutos em média. Uma vez em Tipón, você deve comprar o ingresso, embora a melhor opção seja comprar antecipadamente o 'Bilhete Turístico de Cusco', que inclui a entrada em Tipón e outras atrações turísticas.

Mapa para chegar a Tipón

História de Tipón

Evidências arqueológicas indicam que Tipón foi habitado por culturas pré-incas, como a Ayamarca ou a poderosa cultura Wari por volta de 1.200 DC. Duzentos anos depois, durante o Império Inca, o governante Huiracocha conquistou o lugar e, em suas paredes, construiu o famoso centro de Tipón. Apesar das intempéries, o conjunto de plataformas, terraços, recintos e aquedutos apresenta-se em bom estado. Principalmente seus aquedutos, que continuam irrigando água depois de mais de 600 anos.

O nome Tipón foi atribuído por historiadores modernos com base na palavra quíchua 'Tlympuj', que significa 'estar fervendo'. Isso se deve às águas que se movem pelo local, como se estivessem em ebulição. Alguns cronistas referem que Tipón era propriedade real do governante Yáhuar Huácac (1380 - 1400), pai do futuro governante Huiracocha. Uma parte do 'Qhapac ñan' (estradas incas) atravessa a parte superior do lugar. Perto está o mirante do 'Cruz Moqo', que teria sido uma importante huaca ou santuário para os Incas.

Os diversos trabalhos de pesquisa em Tipón concordaram que se trata de uma das melhores obras incas na gestão de aquedutos e canais de água. O engenheiro americano Kenneth Wright destacou que se trata de uma 'Maravilha da Engenharia Civil'. Apesar de já se terem passado mais de 600 anos desde a sua construção, em Tipón a água continua a correr sem pausa, com a perfeição calculada pelos Incas. O sítio arqueológico de Tipón é o destino mais famoso do sul de Cusco. Mesmo assim, não é muito frequentada por turistas e moradores de Cusco.

Este é o sítio arqueológico de Tipón

Canais de água – Tipón possui até treze terraços com canais de água finamente esculpidos que fornecem água a todo o local. Segundo alguns pesquisadores, a água viria dos riachos que vêm do veado Pachatusan. A água foi distribuída uniformemente em todas as plataformas. Devido à habilidade com que os incas construíram seus canais, alguns historiadores sugerem que o local era um santuário de água.

Os recintos reais – os recintos reais foram as melhores construções do complexo arqueológico. Na época dos incas, deve ter sido a sala do governador Yahuar Huacac. Tem jardins, canais de água, janelas e terraços. Sua base é feita de pedras de granito. Situa-se na parte mais alta do local, de onde se tem uma vista espetacular de todo o entorno.

O Intihuatana ou Templo do Sol – Conjunto de salas construídas na parte mais alta de Tipón, ideais para a adoração ao sol. Estes recintos têm janelas trapezoidais. Presume-se que na época dos incas serviram de residência para a nobreza. A uma curta distância estão os recintos reais, que são construídos com ainda maior elegância.

Os recintos menores – Um conjunto de edifícios cujas bases são feitas de pedra e a parte mais alta de adobe, um material simples feito de argila. Eles foram destinados à classe trabalhadora que trabalhava nos campos agrícolas do local. Eles estão localizados perto do complexo Intihuatana. São os edifícios mais característicos de Tipón.

As muralhas – Em torno de Tipón encontram-se os restos de um muro alto, que deveria ter servido de proteção contra possíveis invasões inimigas. Quando os incas alcançaram a paz com seus vizinhos próximos, esta parede caiu em desuso. No local foram descobertos os restos de uma antiga muralha de vários quilômetros de uma cultura pré-incaica.

O qhapac ñan – A parte superior de Tipón é atravessada por uma parte da rede de estradas incas conhecida como 'qhapac ñan'. Essa rede de estradas indicava a importância do local para a visão de mundo inca, uma vez que conectava apenas a rede de cidadelas e templos de maior importância. O Qhapac ñan percorreu mais de 30 mil quilômetros atingindo parte dos atuais países Peru, Bolívia, Equador, Colômbia, Chile e Argentina.

Miradouro Cruz moqo - Este observatório localizado no topo de Tipón (na montanha que está no ponto mais alto) era uma importante huaca ou santuário. Fazia parte da rede de locais sagrados localizados nas 'ceques' ou estradas sagradas dos Incas. Seu nome significa 'topo onde há uma cruz'. De lá, você tem uma vista panorâmica de Tipón e da cidade de Cusco.

Quanto custa a visita?

A maioria dos turistas visita Tipón por meio do 'tour Vale Sul Cusco' de meio dia. Este passeio tem um custo de aproximadamente US $ 70 por pessoa (o preço varia de acordo com a agência de turismo). O serviço inclui tudo o que você precisa para a viagem, incluindo a entrada para Tipón, bem como o sítio arqueológico de Piquillacta e a igreja da cidade de Andahuaylillas.

Se você for por conta própria, uma boa opção é comprar o Bilhete Turístico de Cusco, que inclui a entrada em Tipón e outros lugares, incluindo os museus de Cusco. O custo dessas passagens é de aproximadamente 22 dólares americanos. Em seguida, você deve ir para Tipón de táxi ou ônibus de serviço público. Você pode escolher o serviço 'Los Leones' cujo bilhete tem um custo de 2 soles peruanos (0,6 dólares americanos aproximadamente). Uma vez na cidade de Tipón, deve-se pegar um táxi que o levará ao sítio arqueológico em poucos minutos (2 dólares em média).

Horário de atenção

O sítio arqueológico de Tipón está aberto aos turistas todos os dias do ano, das 7 da manhã às 6 da tarde.

Gastronomia em Tipón

Na cidade de Tipón, além do sítio arqueológico inca, existem dezenas de restaurantes country cujo prato mais popular é o 'porquinho-da-índia assado'. Este prato de Cusco usa porquinho-da-índia como ingrediente principal. Ele vem com batatas assadas e macarrão. Outro prato muito famoso em Tipón é o porco assado. Os cusqueños costumam ir lá para degustar esses pratos.

O que levar?

Quando visitar Tipón, não se esqueça de trazer:

Como é o clima?

O sítio arqueológico de Tipón possui um clima temperado e frio. Durante o dia as temperaturas podem chegar aos 22ºC. (71,6ºF) enquanto à noite o frio pode cair para 0ºC. (32ºF). Existem duas estações distintas durante o ano: a estação seca (de abril a outubro) e a estação das chuvas (de novembro a março). Janeiro, fevereiro e março são os meses mais chuvosos do ano.

Tipón em imagens

Start of trek in Tipon
Tipon
Inka Aqueduct in Tipon
Veja mais fotos de viajantes

Mais informação

Tipón é o primeiro destino do famoso 'Tour Vale Sul Cusco', que dura meio dia e inclui uma visita a Piquillacta e Andahuaylillas. O sítio arqueológico de Piquillacta era uma imensa cidadela pertencente à importante cultura pré-incaica chamada 'Wari'. Andahuaylillas é uma famosa cidade quíchua cuja principal atração é a igreja de San Pedro, conhecida como a 'Capela Sistina da América' por sua decoração repleta de telas, objetos de folha de ouro, esculturas de madeira, peças de santos e muito mais.

A água desempenhou um papel importante nas construções mais destacadas dos Incas. Para os incas, esse elemento era vital para a agricultura e a subsistência. Outro dos sítios arqueológicos que serviam de adoração à água era Tambomachay, localizado nos arredores da cidade de Cusco. Este lugar também é chamado de 'Os banhos incas', devido aos canais finos e reservatórios de água que, acredita-se, eram de uso exclusivo do imperador inca.

Dicas para a visita

Tipón tem uma altitude média de 3.560 metros acima do nível do mar (11.670 pés de altitude). Nesta altitude o visitante pode sentir alguns dos sintomas do mal da altitude (soroche), cujos principais sintomas são fadiga, náusea e dor de cabeça. Embora os sintomas geralmente desapareçam por conta própria após um ou dois dias de adaptação, uma boa ideia é beber bastante água, como o famoso 'mate de coca' (infusão feita de folha de coca).

Perto do sítio arqueológico de Tipón existe um zoológico local onde é possível avistar alguns animais característicos do Peru como o condor andino, a lhama, a vicunha, o puma, a arara e outros. Uma boa ideia durante a sua visita a Tipón é visitar este zoológico. O custo de entrada é de apenas 5 soles peruanos (aproximadamente 2 dólares americanos).

Atracções turísticas perto de Tipón

Sacsayhuaman

Sacsayhuaman é uma fortaleza inca em Cusco. Destaca-se por suas enormes paredes de pedra. É um dos mais visitados junto com Machu Picchu e o Vale Sagrado.

Sacsayhuaman

Qenqo

Qenqo 'labirinto' em quechua, é um dos sítios arqueológicos mais famosos de Cusco. Tem um anfiteatro, túneis, uma sala de sacrifício e muito mais.

Qenqo

Tambomachay

Tambomachay é um local inca em Cusco famoso por seus ‘banhos da Ñusta' e outras construções. Está incluído no City Tour e no Bilhete Turístico de Cusco.

Tambomachay