Tambomachay

Tambomachay era um dos monumentos incas onde a água era melhor aproveitada. A majestade da obra inca é tamanha que até hoje, quinhentos anos depois, a água continua circulando ali. Os cronistas afirmam que o imperador inca passou ali seus dias de descanso. É um dos sítios arqueológicos mais visitados em Cusco junto com o Coricancha, Sacsayhuaman, Qenqo e Pucapucara.



O que é Tambomachay?

Tambomachay é um dos sítios arqueológicos incas mais famosos da cidade de Cusco junto com Sacsayhuaman, o Coricancha e outros. No tempo dos Incas, era um centro cerimonial que adorava a água. Tem terraços, plataformas, recintos mas, sobretudo, aquedutos e canais de água desenhados com grande perfeição. Acredita-se que tenha servido como banhos do imperador inca Túpac Yupanqui (1411 - 1493). Até hoje, depois de quase 5 séculos, a água continua fluindo com grande precisão.

O que seu nome significa?

Tambomachay vem de duas palavras Quechua (Tampu e Machay) que juntas significam 'Lugar de descanso'. Seu nome se deve ao fato de que este local serviu de banhos privados para o imperador Inca.

Qual é a sua localização?

Tambomachay está localizado a apenas 8 quilômetros a nordeste da cidade de Cusco. Este importante sítio arqueológico inca está localizado no topo de uma montanha, de onde se avista a cidade de Cusco. Ele está localizado a 3.700 metros acima do nível do mar (12.139 pés de altitude).

Mapa de Tambomachay

Rota para chegar

A maioria dos turistas vem a Tambomachay através do famoso 'Cusco City Tour', que inclui o serviço de transporte para este e seus outros destinos turísticos como: a Catedral, Coricancha, Sacsayhuaman, Qenqo e Pucapucara.

A outra maneira de chegar a Tambomachay é ir por conta própria. Para fazer isso, você deve começar de algum lugar no centro da cidade de Cusco e seguir a estrada que leva a Sacsayhuaman. A corrida de táxi custa aproximadamente US $ 5. Outra opção é ir de ônibus de serviço público, cujo trajeto é mais longo, porém mais barato (cerca de US $ 0,3 por passagem).

História de Tambomachay

Tambomachay foi construída em uma época de desenvolvimento inca, possivelmente no século 15, como parte de um processo de conquistas e edifícios importantes em Cusco. Isso é demonstrado por suas paredes esculpidas com grande precisão. De acordo com a visão de mundo Inca, este edifício estava dentro do chamado 'sistema Inca ceque', um conjunto de estradas reais que incluía importantes huacas e centros cerimoniais de grande importância para os Incas.

Os pesquisadores observam que Tambomachay desempenhava uma função religiosa importante. Isso é demonstrado por um conjunto de escadas que levam a uma caverna (chamada Huchuy Mach'ay). Deve-se notar que os Incas consideravam as cavernas como lugares sagrados que comunicavam o mundo dos seres vivos (os Kay pacha) com o mundo dos mortos (Uku pacha). No local não existe apenas uma, mas várias cavernas.

As características arquitetônicas de Tambomachay são responsáveis ​​por um local de grande importância religiosa. Porém, a importância da água no local é evidente. Por isso, alguns cronistas apontam que o local serviu de local de descanso para o Inca e a realeza. Um dos seus edifícios mais representativos são os chamados 'Banhos da ñusta'. Hoje, Tambomachay é um dos sítios arqueológicos mais importantes da cidade de Cusco.

Complexo arqueológico de Tambomachay

Tambomachay está dividido em quatro terraços escalonados que se adaptam à forma da montanha. Cada parede é esculpida com grande qualidade, o que mostra que o local foi um templo ou huaca de relevante importância. Uma das paredes mais notáveis ​​tem quinze metros de comprimento e quatro de altura. Esta parede possui quatro nichos e uma torre em forma de círculo no exterior, que teria uma função de defesa.

O que mais se destaca em Tambomachay, sem dúvida, são seus canais de água. Provêm de uma fonte natural localizada na parte mais alta do sítio arqueológico. A água em Tambomachay é transferida para baixo até atingir o nível mais baixo e flui por dois canais para os chamados 'Banhos da ñusta'. O sistema hidráulico Tambomachay tem a particularidade de encher exatamente a mesma quantidade de água nos dois canais por onde flui.

Os 'Banhos da ñusta' (construção também chamada de 'Banhos do Inca') é uma formação conjunta de blocos de pedra soberbamente montados e polidos onde, presume-se, o próprio Inca relaxou. Alguns pesquisadores sugerem que enquanto o Inca descansava em Tambomachay, suas tropas o faziam em Pucapucara, um lugar localizado a poucos metros de distância. O estado de conservação de ambos os sítios é bom. São dois dos sítios arqueológicos mais visitados da cidade de Cusco.

Custo da visita

A forma como mais turistas visitam Tambomachay é com o 'City Tour Cusco' de meio dia, que inclui serviço de transporte para todas as atrações turísticas. Esse passeio tem um custo de 70 dólares americanos por turista, aproximadamente. O passeio também inclui uma visita à Catedral de Cuzco, bem como aos sítios arqueológicos de Coricancha, Sacsayhuaman, Qenqo e Pucapucara.

A outra maneira de visitar Tambomachay é ir por conta própria. Para fazer isso, você deve pegar um táxi no centro da cidade de Cusco. O custo da viagem é de aproximadamente 5 dólares americanos (o preço é negociado com o taxista). Para entrar no sítio arqueológico, a melhor opção é adquirir o 'Bilhete Turístico de Cusco'. Este ingresso permite que você visite Tambomachay e outros locais incas próximos (Sacsayhuaman, Qenqo e Pucapucara). O custo da passagem é de 70 soles peruanos (aproximadamente US $ 22).

Cronograma

O sítio arqueológico de Tambomachay está aberto aos turistas todos os dias do ano, das oito da manhã às cinco da tarde.

Que coisas trazer?

Clima de Tambomachay

Tambomachay tem um clima temperado com ventos fortes e frio noturno. A temperatura média é de 12ºC. (53,6ºF). Durante a manhã a temperatura pode atingir no máximo 22ºC. (71,6ºF). À noite, o frio pode descer até 1ºC. (33,8ºF). Os meses mais chuvosos são janeiro, fevereiro e março. Os mais secos são maio, junho e julho. A maioria dos turistas faz sua visita à tarde (das 2 às 5 da tarde), quando o tempo está agradável.

Galeria de imagens

Muros incas en Tambomachay cerca de la ciudad del Cusco
Templo del agua en Tambomachay
Ingreso al sitio arqueológico de Tambomachay cerca de Cusco
Veja mais fotos de viajantes

Informação adicional

Tambomachay também é conhecido como 'El balneario del Inca'. Essa nomeação se deve ao fato de o local ser cercado por montanhas, rios, riachos e canais de água que, quando ouvidos em silêncio, produzem um clima de relaxamento. Alguns cronistas sugerem que foi o local de descanso do imperador inca.

Algumas crônicas também sugerem que na época dos incas, animais selvagens andavam por Tambomachay. Eles também apontam que o local serviu de local de caça para o imperador Túpac Yupanqui.

Tambomachay está em boas condições. Suas paredes altas e polidas com precisão demonstram significado religioso. Isso se explica principalmente por sua localização em um dos 'sistemas incas ceque' (sistema de estradas e principais templos religiosos do império). No entanto, também é explicado pela existência de cavernas próximas. De acordo com a cosmovisão Inca, estes comunicavam o mundo dos vivos com o dos mortos, por isso tinha uma importância religiosa relevante.

Dicas para sua visita

Tambomachay está situado a 3.700 metros acima do nível do mar (12.139 pés de altitude). Nessa altitude, o turista pode sentir alguns dos sintomas do enjôo como: cansaço, náuseas e agitação excessiva ao praticar atividades físicas. Esses desconfortos geralmente desaparecem gradualmente quando o corpo se aclimata à nova geografia montanhosa (entre dois e três dias). Uma forma de diminuir os sintomas é beber muita água (não bebidas alcoólicas) e evitar alimentos gordurosos.

Se você viajar para Tambomachay por conta própria, aproveite para visitar os sítios arqueológicos mais próximos como: Pucapucara, Qenqo e Sacsayhuaman. Todos esses lugares estão incluídos no 'Cusco Tourist Ticket', que pode ser adquirido na Avenida El Sol 185, no centro de Cusco.

Atracções turísticas perto de Tambomachay

Piquillacta

Piquillacta é um sítio arqueológico pré-inca localizado em Cusco. Foi construído pelo império Wari. É um dos destinos do Vale do Sul junto com Tipón.

Piquillacta

Tipón

Tipón é um local inca famoso por seus canais de água. Possui recintos, plataformas, paredes e terraços. Faz parte do tour ao ‘Vale Sul de Cusco’.

Tipón

Puca Pucara

Pucapucara, é um sítio arqueológico inca, localizado a 10 quilômetros de Cusco. Seu nome significa "Fortaleza Vermelha" por causa do vermelho de suas paredes ao pôr do sol.

Puca Pucara