Igreja de San Cristóbal de Cusco

A igreja de San Cristóbal de Cusco é um dos templos cristãos mais famosos posto que situa-se no alto da cidade, em um antigo lugar inca, conhecido como Colcampata. A escultura principal do templo é o Padrão de San Cristóbal, que sai em procissão pela cidade, durante o Corpus Christi. O recinto inclui pinturas da escola cusqueña (arte colonial), bem como de um altar decorado com folha de ouro. A igreja está incluída no Circuito Turístico Religioso do Cusco.



Descrição

A igreja de San Cristóbal foi construído durante a colônia sobre um solar de origem inca doado por Cristóbal Paullo Inca, irmão do ex-governantes Manco Inca, Atahualpa e Huáscar. Além de seu valor histórico, destaca por sua localização no alto da cidade de Cusco, entre o caminho da praça principal e Sacsayhuaman. O templo é simples. Possui uma torre de pedra e o resto da nave (em forma de cruz) feito de adobe. Seu altar-mor está decorado em pão de ouro. Destaca-se a imagem do Padroeiro San Cristóbal, um dos 15 santos e santas que são paseados em andas pela cidade durante a festa religiosa de Corpus Christi. Dentro da igreja, destacam-se pinturas feitos durante a colônia a 'escola cusqueña de arte'.

Localização

A igreja de San Cristóbal está localizado a 400 metros ao norte da praça principal da cidade de Cusco. Está localizado na praça San Cristóbal, no bairro inca de Qolqanpata.

Como chegar lá?

Para chegar à igreja de San Cristóbal se deve de andar para cima cerca de 400 metros da praça principal de Cusco. Também é possível tomar um táxi, a partir de qualquer parte da cidade. A maioria dos turistas prefere ir a pé

Mapa

História da igreja de San Cristóbal

Na época inca, na área onde se localiza a igreja de San Cristóbal se encontravam palácios e bairros inca como Pumacurco, Choquechaca, Tacsecocha e Colqampata (este último, um palácio que pertenceu à Manco Capac, o primeiro governador da dinastia inca). Após a invasão espanhola no século XVI, o terreno foi cedido a Paullo Túpac Yupanqui (irmão de Huáscar, Atahualpa e Manco Inca), que se converteu ao cristianismo. Paullo cede o terreno para a construção da igreja que seria chamada de San Cristóbal, em homenagem ao seu padrinho o Cristóbal Vaca de Castro (Vice-rei do Peru).

A construção da capela foi iniciada em 1546. Esta era feita de adobe e estava considerada como uma paróquia de índios. Em 1650, o terremoto que sacudiu a cidade do Cusco destrói grande parte de seus muros, por isso iniciou-se a reconstrução, a cargo do arquiteto cusquenho, Marcos Uscaymata. Desde então, a igreja de San Cristóbal mantém a sua forma atual. O templo faz parte da área classificada como Património Cultural da Humanidade pela Unesco. Além disso, a sua visita está incluído no Circuito Religioso do Cusco. Em 2007, os restos ósseos de Paullo Túpac Yupanqui, o fundador do templo, foram encontrados lá.

Arquitetura

A igreja de San Cristóbal de Cusco e apresenta uma arquitectura simples. Sua nave principal tem a forma de cruz e é feita de adobe (mistura de barro). Apenas a sua torre principal é feita de pedra. Na parte superior destaca-se uma cúpula decorada por pináculos. Também conta com oito janelas. A obra é considerada de estilo maneirista.

Tesouros da igreja

Quanto custa a visita?

Você pode visitar a igreja de San Cristóbal, usando o 'Circuito Religioso' da cidade do Cusco. O preço deste bilhete é de 30 soles peruanos (cerca de 10 dólares americanos, aproximadamente). O bilhete também inclui a visita ao museu de arte sacra, a igreja de San Blas e a Catedral de Cusco.

Horário de atendimento

A igreja de San Cristóbal está aberta aos visitantes todos os dias a partir das 9 da manhã até as 5 da tarde.

Galeria de fotos

Vista de la Iglesia de San Cristóbal desde la plaza de armas del Cusco
Vista de la fachada de la Iglesia de San Cristóbal
Vista de la Iglesia de San Cristóbal en Cusco
Veja mais fotos de viajantes

Mais informação

Em 2007, deu-se a notícia da descoberta do túmulo de Paullo Topa Inca Yupanqui no pé do altar-mor da igreja de San Cristóbal. Paullo foi irmão do imperador Huascar, Atahualpa e Manco Inca. Converteu-Se ao cristianismo (adotou o nome de Cristóbal) e ajudou os espanhóis para combater os incas rebeldes de Vilcabamba. No local foram encontrados os restos ósseos de duas mulheres (servas), um cachorro, dois filhos e uma mulher de 14 anos (mulher). Estes resultados indicam que se enterrou usando rituais incaicos.

A igreja de San Cristóbal e seus devotos participam da festa religiosa de Corpus Christi, na qual os 15 santos e virgens das principais igrejas de Cusco são levados em andas pela cidade até a Catedral. Depois de alguns dias de celebração, as imagens retornam para suas igrejas de origem. A data de celebração é móvel (uma quinta-feira de junho).

Dicas para sua visita

A igreja de San Cristóbal não é a mais glamourosa do Cusco. No entanto, ele tem muita história. Além disso, desde a praça contígua ao templo, você tem uma vista espetacular da cidade de Cusco.

Uma boa opção para visitar a igreja grátis é ir no horário de missa (normalmente às quintas-feiras e domingos a partir das 7 horas da manhã. Lembre-se que não se pode tirar fotos no interior do templo religioso.

Atracções turísticas perto de Igreja de San Cristobal

Igreja e convento de Santo Domingo de Cusco

A igreja e convento de Santo Domingo é construído sobre o templo inca Do Coricancha. A visita faz parte do ‘City Tour Cusco’ de meio dia.

Igreja e convento de Santo Domingo de Cusco

Igreja de Santa Catalina em Cusco

A igreja foi construída em um Acllahuasi ou casa das virgens do sol. O museu tem telas, murais e mais tesouros. É perto da praça principal.

Igreja de Santa Catalina em Cusco

Igreja de San Francisco em Cusco

A Igreja de San Francisco de Cusco possui tesouros como as catacumbas ou a pintura "genealogia da Ordem franciscana", a maior da América do Sul.

Igreja de San Francisco em Cusco