Catedral del Cusco

A catedral é o monumento cristão mais importante de Cusco e um dos mais impressionantes do Peru. Ele está localizado em frente à Praça Principal da cidade. No interior, a igreja oferece tesouros, pinturas, esculturas e outros objetos preciosos de grande valor. A maioria das pessoas visita a catedral como parte do 'City Tour Cusco'.



O que é?

A Catedral é a construção cristã mais importante e impressionante da cidade de Cusco. É constituído por três edifícios contíguos: a Basílica Catedral, o Templo do Triunfo e o Templo da Sagrada Família. Foi construído entre 1560 e 1654 seguindo o estilo barroco. Em seu interior encontram-se objetos de grande valor como pinturas da escola de Cusco, esculturas, objetos feitos com pedras preciosas e muito mais. Por estar localizado no centro histórico de Cusco, faz parte do Patrimônio Cultural da Humanidade declarado pela Unesco.

Onde está?

A Catedral de Cusco está localizada no coração da cidade, ao norte da praça principal. De qualquer parte da cidade é possível apreciar este imponente edifício de até 32 metros de altura.

Como chegar?

Todas as estradas que levam à praça principal de Cusco também levam à Catedral. Existem várias vias de acesso como a Rua Loreto, Rua Mantas, Rua Del Medio, Rua Espaderos ou Rua Cuesta del Almirante. Este último é a forma mais direta de chegar lá. Qualquer serviço de táxi pode levá-lo até lá por um custo aproximado de 2 a 5 dólares americanos. Embora a forma mais comum de chegar lá seja caminhando.

Mapa para chegar à Catedral de Cusco

História

No tempo dos Incas, a Catedral de Cusco fazia parte da famosa praça Huacaypata onde os Incas realizavam suas principais cerimônias religiosas e militares. Havia também os principais palácios e templos incas. Como era costume na época colonial, as igrejas foram construídas com base em templos e palácios incas. Assim, a Igreja do Triunfo (que simbolizava o triunfo dos espanhóis sobre os incas) foi construída pela primeira vez em 1539, sobre as ruínas do palácio inca de Viracocha.

Em 1560 teve início a construção da Basílica Catedral. As pedras vizinhas do local foram utilizadas, bem como as localizadas na fortaleza de Sacsayhuaman. O arquiteto espanhol Juan Miguel de Veramendi foi o primeiro de muitos outros que liderou a construção dos três edifícios que compõem a catedral. Finalmente, por volta de 1654, sob a direção de Miguel Gutiérrez Sencio, a obra foi concluída. Durante o tempo que durou a sua construção, a obra teve que ser paralisada em alguns períodos de tempo, devido a vários motivos, como terremotos (1650), problemas políticos e outros.

O terremoto de 1650 foi um dos mais fortes registrados historicamente em Cusco. Esse movimento telúrico deu origem à primeira procissão da figura do 'Cristo Moreno' da catedral. Segundo as crônicas, após essa procissão, os tremores cessaram, então essa figura adquiriu devoção na cidade. Com o tempo, ele foi renomeado como 'Senhor dos tremores' (ou 'Taitacha' dos tremores), o patrono juramentado de Cusco. Todos os anos, no início de junho (a data é móvel), esta e outras 14 imagens são levadas à catedral e transportadas em procissão pela cidade na famosa festa religiosa de 'Corpus Christi'.

Arquitetura

A Catedral de Cusco apresenta uma arquitetura barroca típica com elementos mestiços. A sua estrutura é composta por três naves e correspondência com as três igrejas. A planta é retangular em tipo basílica. Possui até vinte e quatro abóbadas de estilo gótico. Estão distribuídos em até quatro filas de colunas que lhe conferem uma solidez admirável. A nave principal é composta por sete arcos. A sua fachada apresenta duas torres e uma fachada de estilo renascentista.

Tintas

O interior da Catedral possui várias gravuras e telas do final do século XVII, provenientes da Europa e, sobretudo, dos famosos pintores da chamada 'Escola de Cusco' (pintores cusco com influência das técnicas da época), que acrescentou temas andinos às suas pinturas. Entre os pintores de Cusco, um dos mais famosos é Diego Quispe Tito (1611 - 1681) com suas famosas telas do 'Zodíaco da Catedral de Cusco'. Entre as muitas telas que adornam a catedral estão: a Virgem do passarinho (de Bernardo Bitti), a Tela de Nossa Senhora da Almudena (de Basilio Santa Cruz Pumacallo), a série 'San Lucas, San Marcos, San Juan e San Mateo '(por Antonio Sinchi Roca) e muitos mais.

Esculturas

A Catedral também oferece uma série de esculturas em madeira, maguey e outros materiais, conforme era o uso da época. Algumas técnicas indígenas como pasta de milho, molde de argila e base de madeira leve também foram utilizadas. Em todos os casos, foram feitas representações de santos, virgens e de Cristo. Algumas das obras mais notáveis ​​são as bancadas do coro, bem como as esculturas da Virgem da Imaculada Conceição (La linda), os retábulos do altar-mor das igrejas de todas as igrejas mas, sobretudo, o do 'Senhor dos Tremores, a imagem mais venerada de Cusco de origem espanhola. A cor mestiça desta imagem, semelhante à dos indígenas, deve-se ao zelo catequizante da época.

Tesouros da catedral

A Sé Catedral apresenta uma ostentação de pedras preciosas, objetos de ouro mas, sobretudo, de prata. Isso se deve principalmente à abundância desse material na época do Vice-Reino do Peru (principalmente nas jazidas de Potosí). Na Sé Catedral há um registro de até 256 objetos e enfeites feitos de prata e outros materiais preciosos. Destacam-se as liteiras, vasos, coroas, galhetas, racks, púlpitos e muito mais. Esses objetos, além de motivos religiosos, também apresentam temas andinos como pássaros, flores e muito mais. Um dos tesouros mais bem guardados é a 'Custódia' esculpida por Gregorio Gallegos (doação do Bispo Pedro Morcillo Rubio. Esta custódia tem 331 pérolas, 62 rubis, 89 ametistas, 5 safiras, 1 ágata, 263 diamantes, 221 esmeraldas, 17 diamantes e 43 topázio.

Taxa de entrada

A entrada na Catedral é gratuita durante o horário das missas (das 6 às 7 da manhã / das 6 às 7 da noite).

O custo de entrada durante o horário de visita turística é:

Horário de atenção

De segunda a domingo das 10 da manhã às 5 da tarde.

Imagens da Catedral de Cusco

Vista de la Catedral del Cusco desde el templo de la Compañía de Jesús
Pintura de la escuela cusqueña en el interior de la Catedral del Cusco
Vista del frontis de la Catedral del Cusco en una tarde nublada
Veja mais fotos de viajantes

Informações importantes para a sua visita

Durante a visita à Catedral de Cusco não é permitido tirar fotos ou filmar em seu interior. Da mesma forma, não é permitido tocar nas obras de arte ou fazer ruídos irritantes. Lembre-se de que é um lugar religioso e você deve ficar quieto.

Uma das pinturas mais populares é 'A Última Ceia' (de Marcos Zapata), que, para a clássica pintura religiosa de Cristo com os doze discípulos à mesa, mostra alguns aspectos típicos da Cordilheira dos Andes como: frutas, pimenta malagueta, milho e porquinho da índia como prato principal.

Se você gosta de arte sacra, uma boa opção durante sua visita a Cusco é comprar o 'Bilhete do Circuito Religioso'. Este bilhete inclui a visita, não só à Sé Catedral, mas também a outros templos religiosos com importantes tesouros como: o Museu de Arte Sacra, a Igreja de San Blas e a Igreja de San Cristóbal. O custo das passagens é de 30 soles peruanos (cerca de US $ 10).

Atracções turísticas perto de Catedral de Cusco

Igreja de San Cristobal

A Igreja de San Cristobal del Cusco fica a 400 metros da Praça principal. Foi construído por Paullo Yupanqui, irmão de Atahualpa, Huáscar e Manco Inca.

Igreja de San Cristobal

Igreja de San Pedro

A igreja de San Pedro de Cusco é feita de pedra. Foi um antigo hospital até o terremoto de 1650. Preserva obras de arte como pinturas e esculturas.

Igreja de San Pedro

Igreja e convento de Santo Domingo de Cusco

A igreja e convento de Santo Domingo é construído sobre o templo inca Do Coricancha. A visita faz parte do ‘City Tour Cusco’ de meio dia.

Igreja e convento de Santo Domingo de Cusco