O Palácio de Goyeneche em Arequipa

O Palácio Goyeneche é uma das mais belas casas coloniais construídas na cidade de Arequipa durante o século 18. Localiza-se a poucos metros do centro da cidade. A casa pertenceu à família de Juan de Goyeneche y Aguerrevere, bispo da cidade. O exterior apresenta uma arquitectura neoclássica com influência francesa. No interior apresenta obras de arte e mobiliário trazido da Europa. O local é um dos pontos turísticos históricos mais famosos da cidade.


Descrição

O Palácio Goyeneche é um palácio colonial construído no século 18, após o terremoto de 1792. É um dos monumentos históricos da cidade de Arequipa. É construído com o famoso silhar, uma pedra de origem vulcânica amplamente utilizada na 'Cidade Branca'.

Ao longo de sua história, o casarão passou por diversos proprietários. Um dos mais famosos foi o bispo Juan de Goyeneche, que decorou o local com obras de arte e móveis trazidos da Europa. Tanto o exterior como o interior do recinto oferecem uma viagem no tempo.

Actualmente existem 4 salas onde estão expostas: a) sala de exposição das culturas pré-inca e inca, b) sala de exposição numismática, c) sala da galeria (destinada à arte do vice-reinado) e sala Goyeneche (destinada à história do famoso bispo de Arequipa.

Localização

O palácio Goyeneche está localizado no cruzamento das avenidas La Merced e Palacio viejo, a apenas 270 metros da praça principal de Arequipa.

Como chegar?

A melhor maneira de chegar ao palácio Goyeneche é caminhando desde a praça principal. Para fazer isso, você deve seguir pela rua La Merced até chegar ao cruzamento com a avenida Palacio Viejo (cerca de 5 minutos a pé).

Mapa

História

A história desta mansão começa com o terramoto de 1782, que destruiu o chamado 'Palácio Velho' (construído em 1558 por Bernardino de Ávila e Gaspar Báez). O terreno foi adquirido por Juan de Goyeneche y Aguerrevere, bispo da cidade de Arequipa que encomendou a construção em 1837 a Lucas Poblete, que anos antes havia reconstruído a Catedral de Arequipa.

Em 1840, a construção do palácio foi concluída. Juan de Goyeneche e sua família viveram ali por quase 20 anos e até que ele se mudou para Lima em 1858, quando foi nomeado arcebispo. Naquela época, o palácio estava repleto de móveis e obras de arte trazidos da Europa e de outras partes do mundo. Durante o século XX, após passar por vários proprietários, o palácio foi adquirido pelo Banco Central de Reserva do Peru. Hoje, é uma das atrações turísticas históricas mais importantes da 'Cidade Branca'.

O palácio

O edifício apresenta uma arquitectura neoclássica com marcada influência francesa. A mansão é dividida em dois andares. Destacam-se os seus pórticos, amplos pátios e uma fachada adornada com falsas pilastras dóricas, um conjunto de varandas, uma escada em caracol em silhar (que permite a entrada no segundo andar). O pátio principal possui uma enorme piscina de pedra negra e janelas coloniais de grande beleza. Os quartos internos são coroados por abóbadas.

Tesouros do palácio

Dentro do palácio Goyeneche, existem algumas pinturas da chamada 'Escola de Pintura de Cusco' do século 17. Também há duas pinturas de Goya, móveis finos, uma coleção de retratos da família Goyeneche, esculturas em madeira e uma importante biblioteca com arquivos da época da emancipação (século XIV).

Preço da visita

A visita ao palácio Goyeneche é gratuita para todo o público.

Horário de funcionamento

Segunda a sexta-feira, das 9h15 às 4:45 da tarde.

Fotos

Palacio de Goyeneche - Arequipa
Palacio de Goyeneche - Arequipa
Palacio de Goyeneche - Arequipa
Veja mais fotos de viajantes

Informação adicional

O palácio Goyeneche como museu foi inaugurado em 1970. É considerado um monumento histórico da cidade de Arequipa.

A sala pré-Inca e Inca se destaca por suas peças de antigas culturas peruanas, como: Chavín, Virú, Vicús, Mochica, Nazca, Recuay, Chimú e Inca.

Na sala de numismática, o Banco Central da Reserva do Peru exibe uma coleção histórica das moedas que existiram no Peru.

Na cidade de Arequipa existe uma fazenda que também é chamada de 'Palacio Goyeneche', localizada a cerca de 6 quilômetros do centro da cidade. Esta fazenda também pertence ao século XVIII. É usado principalmente como uma sala de eventos.

Algumas dicas

Durante a sua visita ao palácio Goyeneche, respeite as regras como: não toque nos móveis ou nas obras de arte do interior do museu, evite fazer barulho durante a visita às salas de exposição e siga as indicações estabelecidas no recinto.

A cidade de Arequipa está repleta de imponentes palácios coloniais, como o Palácio Goyeneche. Você também pode visitar a 'Mansão do fundador' ou 'El molino de Sabandia'. A maioria dessas atrações turísticas está incluída no 'City Tour' ou 'Tour de ônibus Mira' pela cidade.

Atracções turísticas perto de O Palácio de Goyeneche em Arequipa

Museu Santuários Andinos de Arequipa

O museu é famoso por abrigar a múmia Juanita, também conhecida como A dama de Ampato. Trata-se de uma menina sacrificada aos deuses na época inca.

Museu Santuários Andinos de Arequipa

A mansão do fundador de Arequipa

Nas campiñas de Arequipa se localiza este museu dedicado à histórica casa colonial de don Garcí Manuel de Carbajal, o fundador da cidade em 1540.

A mansão do fundador de Arequipa

Casa Museu Mario Vargas Llosa em Arequipa

No bloco um da rua Parra é a Casa Museu Mario Vargas Llosa de Arequipa. Inclui hologramas, vídeos, livros e muito mais. A renda custa 10 sóis.

Casa Museu Mario Vargas Llosa em Arequipa