O povoado de Chivay

Chivay é a porta de entrada para o cânion Colca. Fica a 163 quilômetros de estrada da cidade de Arequipa. As suas ruas, praças e igrejas têm as características típicas de uma cidade serrana com uma vida tranquila e muitas tradições. Entre as principais atrações turísticas estão os banhos termais de La Calera, o planetário do Colca, sua igreja colonial e também as rotas que levam ao cânion do Colca. Você pode visitar esta cidade por conta própria ou em um passeio com tudo incluído.



O povoado de Chivay

O povoado de Chivay é a capital da província de Caylloma no departamento de Arequipa. Sua fama reside em estar localizado na parte alta do Canyon do Colca, a segunda atração turística mais visitada do Peru (depois de Machu Picchu).

O nome 'Chivay' vem da palavra quíchua 'Chuay' que significa 'Prato de barro' e está relacionado com a forma oca da cidade. Suas origens remontam a tempos anteriores aos Incas. Os Collawas e as cabanas, herdeiros e forjadores das culturas Wari e Tiahuanaco, viveram ali. Mais tarde, esses colonos se juntariam ao império Inca.

Após a conquista espanhola, o povoado foi fundada durante o governo do vice-rei Toledo. Nos seus primórdios a vila gozou de grande importância devido às minas de ouro, prata e chumbo. No entanto, as tradições incas e pré-incas continuam muito presentes em seus habitantes. Um grande exemplo é a dança do 'wititis', que representa a aliança entre Incas e Collawas.

Atualmente, Chivay recebe centenas de turistas atraídos pelo famoso cânion do Colca. Além disso, o município administra as receitas dos banhos termais de La Calera. Apesar do turismo, os 5.000 residentes de Chivay mantêm muitos de seus costumes e tradições. É uma das cidades mais turísticas do Peru.

Localização

Chivay está localizada a 163 quilômetros por estrada da cidade de Arequipa. Este distrito também é a capital da província de Caylloma, no sul do Peru.

Geograficamente, está localizado na encosta oeste da Cordilheira dos Andes, na parte mais alta do cânion do Colca e 3.635 metros acima do nível do mar. O povoado é cercada por vulcões. Em suas margens está o rio Colca.

Como chegar?

As excursões ao cânion Colca também incluem transporte turístico para Chivay. Caso queira ir por conta própria deve-se buscar transporte público no terminal terrestre da cidade de Arequipa. A viagem dura aproximadamente 4 horas e custa aproximadamente $ 10. Outra opção é viajar primeiro para a cidade de Cabanaconde e, uma vez lá, pegar outro ônibus para Chivay.

Mapa

História de Chivay

A área geográfica onde fica Chivay era habitada por três culturas pré-incas diferenciadas entre si pela língua e pelo vestuário. Estes foram os Collaguas, as Cabanas e os Tapay. Durante a expansão inca, a governante Mayta Cápac (1290 - 1320) chegou à região para buscar alianças e consolidar o poder inca no sul. O inca se apaixona pela princesa Mama Yachi a quem algema depois de construir um palácio e a ponte que liga a atual cidade de Chivay. Assim, os Incas sustentariam sua aliança. Dessa união nasceria a famosa dança dos 'wititis', considerada Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco.

Dos tempos incas até os dias atuais, Chivay foi dividido em três setores: o setor Ccapa (o bairro principal), o setor Urinsaya (usado para campos de cultivo) e o Hanansaya (na parte alta da cidade). Durante a colônia, Chivay e as cidades vizinhas tiveram um papel importante nas minas de ouro e prata. No entanto, a exploração trouxe a pobreza com ela. A ponte colonial sobre o rio Apurímac ainda é preservada daqueles anos. As igrejas de Santa Úrsula e de San Sebastián também datam da época colonial. Finalmente, a 'redução dos índios' de Chivay foi criada durante o vice-reino de Francisco de Toledo (século XVI).

Durante a República do Peru, Chivay se tornou uma cidade sem ouro ou prata e sua proeminência diminuiu. No entanto, como resultado do boom turístico no belo 'Cânion do Colca', o povoado voltou a gerar fontes de renda além da agricultura e pecuária. Hoje é um dos lugares mais turísticos do Peru. Apesar da influência do turismo, seus quase 5.000 habitantes preservam muito de suas tradições de origem Inca e anteriores aos Incas. Chivay é um destino famoso entre peruanos e estrangeiros.

Atrações turísticas

A rota ao Colca- De Chivay você inicia uma incrível rota de aventura até o setor Patapampa, onde se tem a vista mais alta do cânion do Colca, a 4.800 metros acima do nível do mar. De Chivay, você também pode visitar outros setores do cânion Colca, como o famoso mirante 'Cruz del Cóndor'.

A igreja de Chivay- O templo 'Nuestra Señora de la Asunción' em Chivay foi construído em meados do século XVIII e é caracterizado pelo uso de pedra vulcânica. A sua estrutura simples, de nave única, coroada por uma abóbada de berço. A igreja é decorada com sobriedade com obras de temática religiosa que dão conta da data em que o templo foi construído.

O planetário- A geografia montanhosa onde Chivay está localizada é precisa para a observação de estrelas e outras estrelas no céu. Assim, o 'Planetário de Chivay' disponibiliza um espaço com os instrumentos necessários para esta atividade. Recomenda-se ir à noite com céu limpo (o horário de funcionamento é das 18h30 às 21h30).

Banhos termais de La Calera- Quase 4 quilômetros de Chivay são esses banhos termais que oferecem aos visitantes uma pausa relaxante. As águas quentes que fluem das cinco piscinas vêm do vulcão Cotallumi. No início têm temperaturas de até 80ºC. mas, para uso de turistas, são temperados até 38ºC. Os habitantes afirmam que o enxofre, o cálcio e o zinco das águas são benéficos para as doenças de pele e também para as dores musculares e ósseas. O custo de admissão é de 10 soles (3 dólares, aproximadamente).

Esportes de aventura- A geografia montanhosa de Chivay é ideal para a prática de diversos esportes de aventura, especialmente caminhadas. Porém, também é possível praticar outros esportes como o ciclismo (do setor Patapampa). Além disso, há um centro recreativo onde você pode praticar tirolesa, também chamado de tirolesa.

Outros destinos perto de Chivay

Miradouro da Cruz del Cóndor- A quase 60 quilômetros de Chivay, na localidade de Cabanaconde, encontra-se um dos mirantes mais famosos do cânion Colca. Trata-se da 'Cruz del condor', de onde, além da bela paisagem, é possível apreciar o vôo de vários condores que aproveitam as correntes de ar do local. De preferência, recomenda-se ir entre as 8 da manhã e o meio-dia. Para apreciar esta e outras atracções do Vale do Colca, deve adquirir o 'Bilhete Turístico do Colca'.

O povoado de Sibayo- a 66 quilômetros de Chivay, fica Sibayo, outra cidade andina com muita tradição. É conhecida como 'Vila das Pedras' pelas suas ruas, praças e igreja de pedra. Neste lugar também se pode visitar o sítio arqueológico de Huañaccascca e o mirante de Santa María. Seus habitantes preservam as tradições de seus ancestrais Collagua. Você também pode fazer turismo experiencial.

O oásis de Sangalle- 53 quilômetros de Chivay, perto da cidade de Cabanaconde, é o chamado 'oásis de Sangalle'. Esta atração está em uma das encostas do cânion do Colca. Destaca-se pela beleza paisagística do local e também por uma rota de caminhada muito atrativa. No caminho, você pode ver a caverna Layja-Machai, a cachoeira Chuirca e também a rocha Troja rumi. Ao contrário de outras partes do cânion, o clima é mais quente.

Clima

Chivay tem um clima frio temperado que varia ligeiramente dependendo da época do ano. De dezembro a abril, costuma ocorrer a maior frequência de chuvas. De maio a novembro, isso é raro, mas o frio aumenta à noite. Durante os dias as temperaturas máximas podem chegar aos 19ºC. enquanto à noite o frio pode cair para 0ºC. ou até menos.

Galeria de fotos

Pueblo de Chivay - Arequipa
Pueblo de Chivay - Arequipa
Pueblo de Chivay - Arequipa
Veja mais fotos de viajantes

Informação adicional

Chivay e as cidades do Vale do Colca são famosas pela dança Wititis. Suas origens remontam ao encontro bélico entre os Incas e os colonos Collawas e Cabanas que habitam a província de Caylloma. Deve-se observar que os homens vestem um traje de batalha, enquanto as mulheres vestem roupas tradicionais.

Em Chivay, todos os dias 8 de dezembro, o festival é realizado em homenagem à Virgem Imaculada Conceição. O festival acontece em três dias, onde trupes e dançarinos de várias cidades vizinhas participam. Destaca-se a dança do 'wititis', declarada Patrimônio Cultural da Nação no Peru.

A poucos passos do centro de Chivay pode ver a 'Ponte Inca' feita de pedra e melhorada ao longo dos séculos. Diz-se que o Inca atravessou o rio Colca por essa ponte durante o período Inca.

Algumas dicas para a viagem

Chivay é uma cidade com muitas tradições e que preserva vários aspectos do seu património cultural há vários séculos. No entanto, o desenvolvimento do turismo nos últimos anos trouxe consigo a construção de serviços turísticos aceitáveis, como hotéis, restaurantes e muito mais.

Chivay e Cabanaconde são as cidades mais visitadas durante a excursão ao Canyon Colca. Porém, a visita a estes atrativos turísticos não seria possível sem a compra do 'Bilhete Turístico Colca' cujo custo é de: 70 soles peruanos (22 dólares), 40 soles para latino-americanos (13 dólares) e 20 soles para peruanos (6 dólares).

Chivay tem um clima frio, pois está 3.635 metros acima do nível do mar. Arrume-se adequadamente (com suéteres, meias e jaquetas). Para reduzir os sintomas do 'mal da altitude', beba bastante água e evite alimentos com alto teor de gordura.

Atracções turísticas perto de O povoado de Chivay

O povoado de Cabanaconde

Cabanaconde é a porta de entrada para o Colca Canyon. É famoso pelo Mirante 'Cruz del Condor'. Fica a 215 km da cidade de Arequipa.

O povoado de Cabanaconde

Miradouro do condor no Colca

O mirador 'Cruz do Condor', o mais famoso do cânion do Colca, permite ver o voo do condor andino, um dos espetáculos mais visitados do Peru.

Miradouro do condor no Colca