Santa Teresa em Cusco

A cidade de Santa Teresa é famosa por seus banhos termais de Cocalmayo, considerados os melhores de Cusco. Até porque é um percurso obrigatório quando se pretende ir a Machu Picchu através do percurso aventureiro da 'Hidroeléctrica'. Também oferece esportes de aventura. Seu clima é um dos mais quentes da região por estar localizado na alta selva do Peru. São muitos os turistas que se encantam com esta cidade durante sua visita a Machu Picchu.



Explore Santa Teresa

Santa Teresa é uma pequena cidade na selva de Cusco. Lá você pode desfrutar de um dos melhores banhos termais da região e muitas outras aventuras.

Banhos termais Cocalmayo

1. Banhos termais Cocalmayo

Esses banhos têm até 4 piscinas. Fica na cidade de Santa Teresa, a apenas 8,5 quilômetros de Machu Picchu. Eles são considerados os melhores de Cusco.

Banhos termais Cocalmayo

O que é Santa Teresa?

Santa Teresa é uma pequena cidade em Cusco famosa por seus banhos termais e por fazer parte da estrada alternativa para Machu Picchu conhecida como a rota 'Hidroeléctrica'. Esta cidade é caracterizada por seu clima quente e suas plantações de café, abacaxi, banana e outras frutas.

Onde está localizada?

A cidade de Santa Teresa está localizada na parte da selva da região de Cusco. Fica a 203 quilômetros de estrada da cidade de Cusco. Também fica a apenas 6,5 quilômetros em linha reta até Machu Picchu.

Em que altitude está?

A cidade de Santa Teresa está localizada a 1.550 metros acima do nível do mar (5.085 pés de altitude).

Como ir? Qual caminho seguir?

Muitos turistas visitam a cidade de Santa Teresa como parte da famosa rota para Machu Picchu pela 'Hidroeléctrica'. Para chegar lá você deve pegar um dos ônibus de transporte público que saem da parada da avenida 'Antonio Lorena' na cidade de Cusco. A viagem dura 5 horas e termina na localidade de Santa María. Lá o turista deve pegar um dos táxis coletivos que ficam na praça principal. A viagem dura apenas 1 hora e termina na localidade de Santa Teresa. O custo de toda a viagem é de 25 soles peruanos (aproximadamente 8 dólares americanos).

Mapa da rota para Santa Teresa

História da vila de Santa Teresa

A área de Santa Teresa foi povoada por grupos humanos dispersos até ser anexada ao império Inca no século XV. Durante o período Inca, suas terras foram uma importante fonte de produtos agrícolas, especialmente a folha de coca, considerada sagrada pelos Incas. Devido à sua localização privilegiada perto de Machu Picchu, deve ter gozado de uma importância singular.

Então, durante a chegada dos espanhóis a Cusco em 1533, Santa Teresa foi uma das rotas de fuga dos rebeldes incas liderados por Manco Inca que mais tarde se estabeleceria em Vilcabamba, na densa selva de Cusco. Finalmente, ele fazia parte do vice-reino do Peru. Suas montanhas foram exploradas por sua riqueza mineral. Prova disso são as minas abandonadas de Victoria, localizadas no setor das cidades de Yanama e Totora no alto da cidade de Santa Teresa.

A partir da independência do Peru, os habitantes de Santa Teresa se dedicaram em sua maioria à atividade agrícola. Esta cidade foi uma das mais combativas pela expulsão dos grandes hacendados, a chamada 'Reforma Agrária'. Em 1957 foi nomeado distrito. Devido à sua localização próxima a um rio, a cidade foi arrasada por um huaico em 1998. Assim, a cidade teve que ser removida vários metros acima. É famosa por seus banhos termais de Cocalmayo e por fazer parte da rota que leva a Machu Picchu. Por este motivo, dispõe atualmente de uma boa oferta de alojamento e restaurantes para o serviço turístico.

Os banhos termais de Cocalmayo

Os banhos termais de Cocalmayo, na cidade de Santa Teresa, são considerados os melhores de Cusco. Suas águas, ao contrário da maioria dos banhos termais da região, são límpidas. As temperaturas variam de 38ºC. (100,4ºF). até 44ºC. (111 ° F). O local possui até 3 grandes piscinas. Também há vestiários, chuveiros frios, lanchonetes e até pousadas. Você pode chegar lá caminhando ou pegando um táxi na cidade de Santa Teresa. O custo de entrada para estrangeiros é de 10 soles peruanos (aproximadamente 3 dólares americanos).

Choquequirao

O complexo arqueológico de Choquequirao é uma imensa cidadela inca construída sobre um território acidentado de difícil acesso. Pertence ao distrito de Santa Teresa, embora para lá chegar ainda tenha de ir de carro e caminhar mais alguns quilómetros. Este complexo Inca é conhecido como a 'Irmã Sagrada de Machu Picchu' por sua semelhança com a famosa cidade Inca. A melhor forma de fazer é contratar um tour de 4 dias e 3 noites. Estes passeios não seguem a rota por Santa Teresa, mas sim uma rota diferente que começa na cidade de Cachora, ao sul de Cusco.

Esportes de aventura em Santa Teresa

Em Santa Teresa existe um centro recreativo onde se podem praticar alguns desportos de aventura como a tirolesa. O local possui diferentes tipos de tirolesas localizadas a 150 metros do solo com distâncias descendentes de até 3,5 quilômetros. A descida por estas cordas destaca-se pelas belas paisagens que a rodeiam. Outra alternativa de aventura é atravessar uma ponte pênsil com vários metros de altura. Você pode até fazer escalada. Todos os esportes de aventura são realizados por meio de um serviço organizado que inclui equipamentos de segurança.

A rota para Machu Picchu por Santa Teresa

Santa Teresa faz parte da rota alternativa para Machu Picchu pela 'Hidroeléctrica'. Diariamente, muitos visitantes decidem não pegar o trem de Ollantaytambo, mas fazer um trajeto mais longo, que inclui uma caminhada de 10 quilômetros da estação ferroviária 'Hidroeléctrica' até a cidade de Aguas Calientes. Este percurso atravessa a cidade de Santa Teresa (localizada a apenas 10 quilômetros da Usina Hidrelétrica). A maioria dos visitantes pára na cidade para se alimentar.

Flora e fauna

Santa Teresa está localizada em uma geografia tropical com vista para as imponentes montanhas Quishuar, Saccsarayoc e Salkantay. As especiarias de plantas e flores mais representativas são: lorquídeas, pacay, bananeira, manga, plantação de café e abacate. Entre as espécies mais representativas de animais e pássaros estão: esquilos, ouriços, cobras, lagartos, beija-flores e uma grande diversidade de insetos.

Tours em Santa Teresa

Os poucos passeios a Santa Teresa são aqueles que incluem a visita a Machu Picchu em uma viagem de 2 dias e 1 noite. Esses pacotes turísticos passam por esta bela cidade para almoçar e fazer uma pausa antes de continuar com a caminhada até a cidade de Aguas Calientes. O custo desta excursão é de aproximadamente 200 dólares americanos por pessoa.

Como ir por conta própria? Quanto custa?

Para ir a Santa Teresa por conta própria, basta pegar um dos ônibus públicos que saem diariamente da rodoviária da Avenida Antonio Lorena. O custo da viagem é de aproximadamente 15 soles peruanos (5 dólares americanos). Após 5 horas de viagem, o visitante deve descer na localidade de Santa María. Lá você deve embarcar em um táxi coletivo (custo de 3 dólares americanos) para a cidade de Santa Teresa, após 1 hora de viagem.

Uma vez em Santa Teresa, você pode fazer um tour por esta cidade. Definitivamente, uma ótima opção é visitar os banhos termais de Cocalmayo, onde você pode chegar a pé ou de táxi. O custo de entrada nos banhos termais é de 10 soles peruanos (3 dólares americanos).

Imagens de Santa Teresa

Cocalmayo Santa Teresa
Santa Teresa
Baños Termales Cocalmayo
Veja mais fotos de viajantes

Informação adicional

Todo dia 11 de outubro, a cidade de Santa Teresa celebra a festa em homenagem ao seu aniversário. Naquela época, eram comuns as feiras gastronômicas, os bailes, os shows musicais e, principalmente, o burburinho geral de seus habitantes.

Apenas a 10 quilômetros de Santa Teresa é a Estação Ferroviária Hidroeléctrica. O custo da viagem a Aguas Calientes (cidade de Machupicchu) para a população local é de apenas 5 soles peruanos (2 dólares americanos). Os turistas pagam uma taxa muito mais alta em dólares americanos. É por isso que a maioria dos turistas prefere caminhar (10 quilômetros de estradas em aproximadamente 2 horas a pé).

Dicas para sua visita

A melhor época do ano para visitar Santa Teresa é de abril a dezembro. Os meses de janeiro, fevereiro e março apresentam chuvas intensas (principalmente fevereiro). Nesses dias é arriscado caminhar e viajar por suas estradas, pois podem ocorrer deslizamentos de terra ou huaicos.

Em Santa Teresa não é comum sentir os sintomas do mal da altitude, pois sua geografia é tropical. No entanto, é importante levar um boné ou chapéu, protetor solar e repelente de mosquitos. Nessas geografias, o sol pode causar danos à pele.

Atracções turísticas perto de Santa Teresa

Ollantaytambo

Ollantaytambo é uma cidade e cidade inca no Vale Sagrado dos Incas. Possui templos, muralhas, plataformas e muito mais. Daí parte o trem para Machu Picchu.

Ollantaytambo

Quillabamba

Quillabamba é a capital da província de La Convencion em Cusco. É famosa por suas cachoeiras, piscinas, clima quente, flora, fauna, café, cacau e muito mais.

Quillabamba

Pisac

Pisac é um sítio arqueológico Inca no Vale Sagrado dos Incas. É apenas 1 hora de Cusco. A aldeia também oferece um famoso Mercado artesanal.

Pisac